Uma indicação da vereadora Catarina Roma (PDT) causou discussão calorosa na sessão da Câmara nesta quinta-feira, 28. De acordo com a vereadora, o Forró da Mina deve ser relocado para o Parque de Exposições de Riachão do Jacuípe, assim como outras grandes festas realizadas no município. A indicação foi aprovada por maioria presente, sete votos. Apenas o vereador José Nivaldo (PSB) se absteve da votação.

Segundo a vereadora, a preocupação é por conta do desgaste que o Estádio Eliel Martins, a Arena Valfredão, sofre com a realização de festas. “Não há dúvidas que o Forró da Mina engrandeceu ainda mais nosso São João. Mas após a festa percebemos que o gramado sofre e muito lixo fica acumulado”, afirmou.

Outros vereadores também defenderam a sugestão. Nem de Aureliano (PDT), Lucas William (PSB) e Toninho da CTI (PSC) se pronunciaram favoráveis pela mudança.

“Apesar desse potencial, precisa que a festa faça uma parceria de verdade com o município e com o povo. Não tem sido realizada essa parceria. É uma parceria privada com o chefe do Poder Executivo. E isso não pode ser entendido como normal. Não pode fazer um forró e a gente não conhecer os termos do contrato de sessão de uso do estádio”, ressaltou Lucas William.

“O que estamos dizendo e propondo é que todas as festas sejam realizadas no Parque. Vamos buscar recursos para adequar aquele espaço para festas e o estádio sirva apenas para a prática esportiva”, afirmou Toninho.

O vereador José Nivaldo, saiu em defesa do Governo Municipal. “Essa sugestão é uma piada. É o mesmo que dizer para o Forró da Mina ir embora de Riachão. Daqui a 15 dias o gramado vai estar 100%”, destacou. Segundo ele, a empresa Central Mix realizou os pagamentos de ISS e pelo uso do espaço.

A aprovação da indicação da vereadora não significa que o prefeito José Ramiro Filho (PSD), o Zé Filho, irá acatar. “Essa é só mais uma indicação e provavelmente o prefeito não vai fazer, como aconteceu em tantas outras que já aprovamos aqui nesta casa”, profetizou o vereador Robson Rogério (PP).

Por: Filipe Oliveira