Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

Atletas de diversos países, especialmente da América do Sul, estão reunidos em Feira de Santana, que sedia o Campeonato Mundial de Jiu-jitsu neste fim de semana. O evento, que teve a abertura ontem e segue neste domingo (10), está sendo realizado no Ginásio de Esportes do SESI.

O presidente da Federação Internacional de Jiu-jitsu Desportivo, Humberto Tavares, destacou que Feira de Santana vem sendo uma referência mundial no esporte. Ele falou sobre a importância da cidade sediar o evento.

“A gente vem fazendo um trabalho de muita responsabilidade e a cidade é reconhecida de forma internacional. A equipe aqui de Feira tem mais de 30 anos de existência, já formandos atletas faixa preta e isso faz com que o esporte vá ganhando um crescimento. Feira está realizando essa etapa do mundial e isso divulga a cidade em todo o mundo. O benefício é grande para a cidade”, disse.

O atleta Filipe Oliveira de Jesus, que também é monitor na cidade de Riachão do Jacuípe, falou sobre os benefícios do esporte, que para ele vão além do condicionamento físico e da técnica.

“Costumo dizer para meus alunos que vou apresentar a eles a arte marcial que vai mudar a vida deles, pois foi o que aconteceu comigo e acontece com a maioria das pessoas. É um esporte disciplinador, que melhora a condição física e mental e proporciona coisas que outros esportes não conseguem. O maior aprendizado é a moldura de caráter que os atletas possuem. Isso está acima de títulos, acima da técnica”, afirmou.

Há seis anos praticando o esporte, Filipe disse ainda que já participou de outras competições a nível mundial, nacional e estadual e que sempre sente uma adrenalina, uma vontade de vencer, além de aprender a humildade quando não conquista a vitória.

A competição para os atletas que participam da competição abrange todas as categorias existes no Jiu-jitsu e a premiação é simbólica, como cinturões, medalhas e troféus.

Com informações do repórter Ed Santos do Acorda Cidade