O ex-prefeito de Lamarão, Arivaldo dos Anjos Damião, conhecido como Gordo, foi condenado em primeira instância pela 1ª Vara da Justiça Federal de Feira de Santana por improbidade administrativa. O ex-gestor é acusado de fraude em licitações.

Na condenação aplicada pela juíza federal Karin Almeida Weh de Medeiros, o ex-gestor teve os direitos políticos suspensos pelo prazo de três anos. Ele também terá que pagar uma multa correspondente a 25 vezes o salário que recebia como prefeito.

A primeira irregularidade apontada na ação civil pública pelo Ministério Público Federal (MPF) foi o fato de duas integrantes da comissão de licitação não terem conhecimento sobre os objetivos do certame. Não houve também, aponta a procuradoria da República, publicação dos editais em jornais de grande circulação ou no Diário Oficial do Estado.

Em outros processos licitatórios, o ex-gestor é acusado de ter favorecido e apadrinhado políticos nos contratos de reforma de escolas e aquisição de merenda escolar.